quarta-feira, 27 de abril de 2011

Cadê o Senhor das Águas

Cadê a chuva que traz 
água para eu beber.
Cadê a limpa água do rio 
que me faz  crescer.
Que traz minha felicidade, 
guia minha vida,
Senhor que traz a chuva 
cadê Você ?

Já tentei mudar da minha terra 
mas sinceramente não consegui
longe do meu lar e da minha família 
tive certeza: minha vida é aqui.
com meu gado e minha terra 
minha família consegue ser feliz.
Só olho para o céus e me ponho a pedir 
que nosso bom Pai me faça prosseguir.

Aqui na minha terra gente promete mudar o sertão 
mas na verdade nem conseguiu cumprir
a promessa que fez para o João.
E acham que tem poder acima do bom Pai,
mas passa dia passa noite e da mão deles nada sai.
Só rezo pra que Deus cumpra o que prometeu 
se não todos aqui na terra nunca irão de melhorar 
e o mundo bom que Deus deu, há muito tempo já morreu.


sábado, 23 de abril de 2011

Um professor de Filosofia entra na sala de aula, põe a cadeira em cima da mesa e escreve no quadro: "Provem-me que esta cadeira não existe". Rapidamente, os alunos começam a escrever longas dissertações sobre o assunto. No entanto, um dos alunos escreve apenas duas palavras na folha e entrega-a ao professor. Este, quando a recebe, não pode deixar de sorrir depois de ler: "Que cadeira?"

Antes amigos loucos do que amigos falsos.

Eu falo e me ferro, fico quieto e me ferro. Sério, que merda. (30’MB)